terça-feira, 10 de junho de 2014

Base é destaque em reunião do Conseg em Guarapiranga

Falta de efetivo é apontada como principal causa do não funcionamento 

Marcel Rofeal, de Guarapiranga 

Foto: Arquivo/BMR
Em reunião do Conselho Comunitário de Segurança na noite desta segunda-feira (9) no distrito de Guarapiranga, que fica a 12 quilômetros de Ribeirão Bonito, moradores voltaram a se queixar da falta de policiamento no local e do não funcionamento da Base Comunitária de Policiamento Distrital. De acordo com a 2ª Companhia, responsável pelo policiamento em Ribeirão Bonito, Dourado e Ibaté, não há efetivo suficiente para a permanência de um soldado neste momento.

Instalada em meados de 2012, a base iniciou suas operações efetivamente no fim daquele ano. Após o patrulhamento intensivo, o índice de ocorrências cresceu, mas os problemas com infrações no distrito caíram, segundo relatos dos próprios moradores. A presença policial constante inibiu infratores e criminosos. Em julho do ano passado, porém, as atividades foram paralisadas por problemas internos da Polícia Militar, mas logo foram retomadas, após intervenção do Conseg.

Segundo o tenente PM Daniel Marcio Molina, comandante da 2ª Companhia do 38° Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPM/I), o baixo efetivo na cidade não permite a manutenção do policial no distrito e, uma vez com desfalque na Companhia, o soldado designado para Guarapiranga é remanejado para Ribeirão Bonito. Ainda segundo ele, uma situação agravou ainda mais a situação em decorrência da Copa do Mundo no Brasil, que começa na próxima quinta-feira (12).

Uma ordem do Comando de Policiamento do Interior de Ribeirão Preto (CPI-3) obrigou a Companhia a enviar um soldado para reforçar a segurança da Seleção da França, que ficará em Ribeirão Preto. A ordem chegou uma semana antes do fim das férias de outro policial, o que deixou Ribeirão Bonito com um déficit na corporação. “Assim que o soldado retornasse das férias, nós enviaríamos um para Guarapiranga, mas com a ordem do Comando nós não pudemos”, disse o tenente Molina.

Para a presidente do Conseg, Maria José Prior, os moradores devem torcer para que a Seleção da França seja eliminada da Copa do Mundo o mais rápido possível. Segundo ela, o problema precisa de solução urgente e já foi exposto ao novo comandante do 38° Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPM/I) em reunião em São Carlos. “Eu expus ao tenente-coronel Jean Charles Zanato os problemas do distrito, mas principalmente os investimentos do dinheiro público na base”, disse.

Nenhum comentário: