sexta-feira, 6 de junho de 2014

Reforma da Praça Nove de Julho começa na segunda-feira

Projeto deve recuperar o modelo da praça do início do século passado 

Marcel Rofeal, de Ribeirão Bonito 

Fotos: Marcel Rofeal/BMR
Após décadas em situação de abandono, a Praça Nove de Julho, no Centro de Ribeirão Bonito, será reformada. Segundo o Departamento de Obras e Engenharia da Prefeitura, as obras terão início nesta segunda-feira (9). No meio da tarde, a empresa responsável pela execução dos trabalhos esteve no local para descarregar os tapumes que serão usados. Na Prefeitura, os últimos detalhes foram discutidos no gabinete do chefe do Executivo com o departamento.

O projeto deve custar em torno de R$ 274 mil, oriundos em grande parte do Governo do Estado de São Paulo. Por intermédio do deputado estadual Baleia Rossi (PMDB), o Estado destinou R$ 200 mil ao município com a finalidade de ampliar, reformar e remodelar a praça central, já recursos de quase R$ 74 mil serão de contrapartida do próprio município. Ao contrário do que era previsto, os banheiros públicos e a fonte no centro da praça não estão inclusos nesta primeira etapa.

De acordo com a diretora de Obras e Engenharia da Prefeitura, Christiane Celestino Marcatto, não há recursos suficientes para a construção dos banheiros, uma vez que não estavam previstos no projeto para o qual houve repasse do Governo Estadual. “Não podemos construir nada no momento, pois o projeto contempla apenas reforma e remodelação”, disse. A mesma situação, explica Christiane, ocorre com relação à fonte, prevista para ser instalada no centro da praça.

Christiane afirma que a intenção da Prefeitura é resgatar o modelo do início do século passado. As muretas serão demolidas e haverá padronização das praças, com guias baixas como no Largo São Benedito. Haverá podas, mas as árvores serão mantidas no local e haverá o plantio de novas. Os bancos de concreto serão substituídos por bancos de madeira, como os que estão nas Praças São Benedito e dos Três Poderes. As pedras portuguesas também serão mantidas.

Segundo Christiane, as calçadas em torno da Praça Nove de Julho serão restauradas com bloquetes de concreto intertravados, mas o passeio interior será de pedras portuguesas. “As pedras portuguesas serão mantidas e nos trechos onde há concreto nós vamos colocar pedras portuguesas”, disse. A diretora de Obras e Engenharia confirma a abertura da Rua João Alves Delfino, que separa as Praças Nove de Julho e Matriz, e anuncia outras modificações que serão executadas.

Em torno da Praça Nove de Julho haverá a implantação de estacionamentos angulares. A calçada na Rua Dr. Pirajá da Silva será ampliada em dois metros para proporcionar uma área de lazer em frente ao Ribeirão Bonito Clube (RBC) e ao antigo Cine Piratininga. As ruas da região central também devem sofrer alterações com a reforma da praça. Parte da Rua São Paulo terá mão única, bem como as ruas Dr. Pirajá da Silva, Jornalista Sebastião Macedo e João Alves Delfino.

Para o prefeito Nenê Forte, que acredita na melhoria do tráfego na região com as mudanças, uma reunião deve ser realizada na próxima semana entre autoridades e diversos setores da sociedade para discutir as melhores alternativas a respeito. Segundo o prefeito, ele segue em busca de recursos para o aprimoramento do projeto de reforma da praça central do município e para a construção dos banheiros públicos. Não foi informado o prazo para a conclusão das obras no local.

Nenhum comentário: