quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Não tenho rabo preso com ninguém para desistir, diz Lollato

Vereador foi sorteado e deve conduzir relatoria de comissão na Câmara 

Marcel Rofeal, de Ribeirão Bonito 

Foto: Marcel Rofeal/BMR
O vereador Marcelo Antonio Lollato (PMDB) afirmou na manhã da última terça-feira (21) que não cederá a ataques e permanecerá na relatoria da Comissão Especial de Inquérito (CEI) instaurada por unanimidade pela Câmara de Ribeirão Bonito na noite de segunda-feira (20) com o objetivo de investigar irregularidades nas obras da escola Prefeito Rubens Gayoso Júnior. Para o vereador, não há nada que o impeça de conduzir a função que lhe foi conferida por sorteio.

De acordo com Lollato, não há imoralidade alguma no fato de aceitar desempenhar um papel de tal importância em uma comissão com independência e isonomia. “Não tenho rabo preso com ninguém para desistir da relatoria”, afirmou à reportagem. O vereador respondeu à indagação da advogada Dagmar Blota, que assistiu à sessão, e disse que a permanência do parlamentar na CEI era suspeita. “Pode não ser ilegal, mas é imoral. Ele deveria declinar da comissão”, disse Dagmar.

Ainda na noite de segunda, logo após a definição da CEI, Lollato ocupou a tribuna e falou sobre seu trabalho junto ao Executivo. “Realizei 11 meses de trabalho ininterruptos, sem faltar um dia sequer. Na rua, atendi a todos os senhores aqui que me requisitaram por telefonemas e não há nada, absolutamente nada, que me desabone”, disse. “Tenho orgulho de estar aqui pela primeira vez como vereador, foi um desafio para mim”, completou. Ele destacou sua atuação na Prefeitura.

“Tive e tenho orgulho de, primeiro, pertencer ao PMDB; segundo, de ter estado ao lado do prefeito, vencedor com mais de 54% dos votos na urna na última eleição, que se chama Wilson Forte Júnior. Tenho orgulho disso”, acrescentou. “Ninguém vai me tirar esse orgulho nunca, jamais”, finalizou. À reportagem, Lollato adiantou que irá investigar as denúncias apontadas pela Comissão de Assuntos Relevantes e que pedirá o apoio dos demais membros da CEI para os trabalhos.

Nenhum comentário: