domingo, 10 de janeiro de 2016

Terrenos sem manutenção deixam moradores preocupados

Cobras e animais peçonhentos tem invadido casas em várias regiões

Marcel Rofeal, da Redação

Foto: Reprodução
Diversos terrenos na Região Central de Ribeirão Bonito e em vários bairros da cidade mais parecem áreas rurais por falta manutenção. A queixa de moradores de pontos distintos da área urbana não se faz exagerada quando os reflexos do descaso surgem à luz. A proliferação de animais peçonhentos e insetos, como o mosquito Aedes Aegypti - transmissor da Dengue -, já traz problemas ainda maiores para a população, impotente diante do descaso do Poder Público.

Na tarde deste sábado (9), a reportagem do BMR recebeu uma série de denúncias de diversos moradores indignados com o abandono de diversos terrenos, muitos de propriedade da própria Prefeitura de Ribeirão Bonito, e sobre a falta de fiscalização e limpeza em outras áreas particulares. O descarte irregular de entulhos em terrenos baldios agrava ainda mais a situação, viabilizando o surgimento de criadouros do mosquito da Dengue e de outras doenças.

Também em decorrência do mato alto em diversos pontos da cidade, tem se tornado cada vez mais frequente o surgimento de cobras no perímetro urbano de Ribeirão Bonito. Na noite de quinta-feira (7), a reportagem do BMR flagrou a travessia de uma serpente em plena Avenida da Saudade, que liga o Centro aos Jardins Heliana. Já na tarde deste sábado (9), moradores encontraram uma jiboia em um terreno na Região Central da cidade, mas outros animais assustam.

Questionada sobre a situação de abandono e falta de manutenção em diversos terrenos, muitos deles do próprio Município, e sobre a falta de fiscalização do Poder Público, a Prefeitura de Ribeirão Bonito limitou-se a informar que não possui pessoal suficiente e adequado para desempenhar tais funções. À reportagem do BMR, no dia 29 de dezembro, o Departamento de Saúde divulgou o último balanço da Dengue no município, onde um caso havia sido confirmado.

Nenhum comentário: