segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Greve dos bancários piora atendimento em Ribeirão Bonito

Banco do Brasil aderiu ao movimento; Bradesco opera normalmente 

Marcel Rofeal, da Redação 

Foto: Arquivo/BMR
Bancários de todo o país entraram em greve na última terça-feira (6). De acordo com a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf), os servidores pleiteiam um reajuste salarial de 5% mais a inflação do período, e ainda o equivalente a um salário mínimo de benefícios, como vale refeição, vale alimentação e auxílio creche. Em Ribeirão Bonito, a agência do Banco do Brasil aderiu à greve e paralisou suas operações por tempo indeterminado.

De acordo com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), no início da greve, a proposta era de um reajuste de 6,5% nos salários e abono de R$ 3 mil, o que foi desconsiderado pelos bancários, uma vez que o índice ficou abaixo da inflação do período, que é de 9,62% até agosto. Segundo o Blog do Ronco, apenas o Banco do Brasil aderiu à greve em Ribeirão Bonito, mas manteve operações em caixas eletrônicos. O Banco Bradesco disse à reportagem que opera normalmente.

Há tempos, usuários de agências bancárias no município reclamam das condições de atendimento, o que foi agravado desde o fechamento de uma das duas agências do Banco do Brasil na cidade, à Praça Sylvio Gomes de Camargo. De acordo com a instituição, a agência deve passar por reformas e o serviço das duas agências deve ser centralizado em uma só. Os problemas já motivaram moções de repúdio e manifestos públicos, inclusive por vereadores das últimas duas legislaturas.

Nenhum comentário: