domingo, 11 de setembro de 2016

Polícia Militar alerta sobre os riscos do jogo Pokémon Go

‘Caçadores de Pokémon’ se tornam infratores e vítimas com facilidade 

Marcel Rofeal, de Ribeirão Bonito 

Foto: Reprodução
Um novo fenômeno, principalmente entre os jovens fascinados em jogos eletrônicos, acabou chamando a atenção das autoridades policiais após uma série de ocorrências. Acidentes de trânsito, invasão às propriedades privadas e o aumento nos casos de furtos de celulares são alguns dos resultados do novo sucesso eletrônico, o Pokémon Go. Ao que tudo indica, muitos dos chamados ‘caçadores de Pokémon’ acabam, ainda que sem intenção, caçando dores de cabeça.

Lançado oficialmente em julho deste ano, o aplicativo é um jogo de realidade aumentada voltado para os smartphones iOS e Android, que com o uso do GPS e câmeras dos dispositivos compatíveis, permite aos jogadores capturar, batalhar e treinar criaturas virtuais, inspiradas em uma animação japonesa de 1997, que aparecem nas telas dos aparelhos como se fossem no mundo real. Em poucas semanas, o jogo viralizou pelo mundo, bem como os problemas.

Em Ribeirão Bonito, durante uma audiência público com cerca de 40 pessoas presentes, o comandante da 2ª Companhia do 38° Batalhão de Polícia Militar do Interior, capitão Wagner Rocha Gonçalves, alertou sobre os perigos do uso excessivo do aplicativo e orientou os eventuais usuários para que tomem cuidados. Segundo eles, algumas ocorrências já teriam sido registradas na região motivadas pelo jogo, que chegou a provocar a morte de vários jogadores até mesmo no Brasil.

Nenhum comentário: