quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Prédio que abrigou Matadouro Municipal será restaurado

Ideia da Prefeitura é implantar horta comunitária e sede da Guarda Civil 

Marcel Rofeal, de Ribeirão Bonito 

Foto: Blog do Ronco
Depois de anos sem uso adequado, a área que abrigou o antigo Matadouro Municipal, no Centro, deve ser restaurada pela Prefeitura de Ribeirão Bonito e o espaço reutilizado. Segundo o Executivo, o prédio deve abrigar a sede da Guarda Civil Municipal, cuja estruturação está em curso, enquanto o terreno vai ser adequado para a implantação de uma Horta Comunitária. Em visita ao local, o prefeito Francisco José Campaner (PSDB) autorizou o início da operação de limpeza.

Equipes de serviços da Prefeitura trabalham no local desde a última segunda-feira (16). A parte externa, que foi cedida pela Prefeitura para aulas práticas do Programa “Jovem Aprendiz do Futuro”, parceria do Sindicato Rural de Ribeirão Bonito com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), voltou a se transformar em um matagal. Sem a presença dos cerca de 30 jovens participantes, o terreno ficou abandonado e o trabalho desenvolvido ao longo do ano se perdeu.

Para o prefeito Chiquinho Campaner, que visitou o local para acompanhar os trabalhos, a área externa é apropriada para um trabalho social que deve trazer inúmeros benefícios à cidade. A ideia do chefe do Executivo é envolver moradores de rua e dependentes químicos, junto à Assessoria de Agricultura e Abastecimento, para o cultivo de verduras e hortaliças e destinar a produção às unidades de educação, para a merenda escolar, e também oferecer para cidades vizinhas.

Já para o prédio, que será restaurado e terá suas características originais preservadas, Campaner deve levar a estrutura de um alojamento para abrigar a Guarda Civil Municipal. De acordo com o prefeito, a ideia é aproveitar o pátio para o estacionamento das futuras viaturas e, do lado de dentro, instalar os sanitários, cozinha e dormitório. A Prefeitura ainda não tem previsão para o início das obras e ainda não informou a estimativa do investimento necessário para as adequações.

Nenhum comentário: