Educação esclarece foto polêmica de reservatório de EMEI

Moradores relataram um suposto vazamento de água na segunda-feira 

Marcel Rofeal, da Redação 

Foto: Reprodução
Por meio de redes sociais, moradores do conjunto habitacional Victor Arnaldo Torrezan, popularmente conhecido por Malvinas II em Ribeirão Bonito, divulgaram o flagrante de grande volume de água que jorrava de um reservatório instalado na EMEI “Georgina Emília Signini Gayoso”. Segundo a postagem, o registro é da última segunda-feira (13). De acordo com a Assessoria Municipal de Educação, este é um procedimento normal para a limpeza do reservatório.

A imagem foi divulgada após a repercussão de reportagem sobre o uso irresponsável da água por parte dos moradores da região de baixada do conjunto conhecido por Malvinas enquanto quem vive na parte alta do bairro enfrenta o desabastecimento. De acordo com relatos de quem presenciou o “vazamento”, foi uma cena “chocante”. Em contato com a reportagem, a Coordenadoria Municipal da Educação disse que é um procedimento corriqueiro para a manutenção do próprio reservatório.

De acordo com a pasta, o reservatório havia sido fechado dois dias antes para iniciar os procedimentos de limpeza. Ainda segundo a informação, o que foi flagrado na imagem era o descarte do volume que havia sobrado desse período para que a limpeza pudesse ser feita de forma correta. A pasta ainda informou que o procedimento havia sido solicitado pelos próprios profissionais responsáveis, uma vez que no ano passado esse trabalho não havia sido feito corretamente.
Educação esclarece foto polêmica de reservatório de EMEI Educação esclarece foto polêmica de reservatório de EMEI Reviewed by Marcel Rofeal on 12:15 Rating: 5

Um comentário:

Sergio Ronco disse...

Prezado Marcel, mesmo sendo água de descarte, a mesma poderia ter sido aproveitada em caminhões pipa e levado às Malvinas para uso em limpeza geral. Não há como ficar surpreso vendo tanta água sendo descartada e alguém ser multado por lavar a calçada. Dois pesos duas medidas? Água com essa quantidade não se joga fora, haja vista que as chuvas deram uma trégua e já estamos precisando delas novamente.

Tecnologia do Blogger.