segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Transporte escolar é alvo de queixas em Ribeirão Bonito

Executivo estuda alteração de linhas para atender todos os estudantes 

Marcel Rofeal, de Ribeirão Bonito 

Foto: Reprodução
Entre a série de assuntos distorcidos que ganharam grande repercussão pelas ruas de Ribeirão Bonito, o transporte escolar urbano é alvo de queixas de moradores. Uma internauta acionou a reportagem do BMR na última quarta-feira (8) para relatar a superlotação dos veículos escolares que transportam os alunos dos bairros Jardins Heliana I e II e conjunto popularmente conhecido por Malvinas, que abrange a outros dois conjuntos habitacionais bastante populosos.

Segundo o relato da moradora, que vive no Jardim Heliana I, a Prefeitura teria disponibilizado apenas dois ônibus para o transporte de crianças e adolescentes, como acontecia até o ano passado. A única diferença, segundo ela, é que o número de estudantes aumentou naquela região, uma vez que o novo loteamento também é assistido por essa linha escolar. “As crianças foram em pé e nos degraus dos ônibus”, afirmou. Pelas ruas, os boatos deixaram os usuários preocupados.

De acordo com moradores, a Prefeitura de Ribeirão Bonito iria suspender o transporte escolar para os estudantes que residem na zona urbana, o que foi desmentido pela administração. Para o Executivo, que estuda alterações nas linhas escolares, a prioridade legal é transportar os estudantes da zona rural, serviço que até então era terceirizado pelo Município. Com o vencimento dos contratos, a ideia é colocar toda frota escolar em circulação para atender à demanda.

Em entrevista recente, o prefeito Francisco José Campaner (PSDB) afirmou que todos as viaturas estão passando por manutenção com o intuito de reutilizar veículos da frota que estavam abandonados e sem utilidade. Chiquinho reafirmou que a obrigação legal do Município é transportar estudantes da zona rural, mas que irá estudar todas as possibilidades para atender também aos estudantes da cidade, sem prejuízos aos jovens. Para ele, é possível fazer o serviço integral.

Um comentário:

João Ikaro disse...

Nossa tanto ônibus parado no pátio da prefeitura. E ainda acontece isso. Lamentável!!