Moradores de Guarapiranga dão exemplo, cumprem seu papel e cobram vereadores

Caravana do distrito ribeirão-bonitense participou de sessão da Câmara nesta segunda-feira e exigiu respeito dos parlamentares

Sob olhares atentos de eleitores, vereador João Victor manteve cabeça baixa aparentando constrangimento (Marcel Rofeal)
Formado por cerca de 20 pessoas, um grupo de moradores do distrito de Guarapiranga, situado a 12 quilômetros de Ribeirão Bonito, fez valer o seu direito, participou de sessão na Câmara de Ribeirão Bonito na noite desta segunda-feira (6) e cobrou os vereadores, representantes legítimos do povo. A comitiva foi liderada pelo diácono transitório da Igreja Católica na Comunidade São João Batista, Francileudo Gomes Oliveira de Lacerda, que criticou a falta de atenção e de respeito das autoridades políticas do município para com Guarapiranga e principalmente para com a população local.

No Plenário "Vereador Emygdio Lucato", cerca de 30 pessoas assistiram à sessão, mas a numerosa presença de moradores do distrito ganhou destaque. O principal assunto da noite era a leitura de dois relatórios de Comissões Especiais de Inquérito (CEI) que concluíram seus trabalhos e recomendam a abertura de duas Comissões Processantes (CP) contra o prefeito Francisco José Campaner (PSDB) por irregularidades no transporte escolar e no tratamento de água, mas diante da representatividade volumosa de Guarapiranga, que não era vista desde meados de 2010 na Casa, o foco mudou.

Durante o Tema Livre, vereadores direcionaram seus pronunciamentos aos moradores do distrito e, em sua maioria, foram confrontados. Em meio aos discursos, populares se manifestaram e disseram que Guarapiranga tem recebido apenas "migalhas" ou ainda "restos". O grupo tinha um alvo especial, o vereador João Victor Machado Borges (PSB), eleito para, em tese, representar o distrito. Durante toda a sessão, observado atentamente pelos moradores, o parlamentar evitou olhar para os eleitores e, na maior parte do tempo, se manteve de cabeça baixa, bebendo água e se distraindo no celular.

Quando decidiu se pronunciar, João Victor foi hostilizado e ironizado por parte dos moradores, e também confrontado. Outros vereadores, porém, também acabaram despertando reações insatisfeitas dos moradores e foram interpelados durante suas falas. Nelson de Souza (PSB) e Valdinei de Oliveira (DEM) foram questionados quando confirmaram, em outras palavras, que Guarapiranga não poderia receber benfeitorias uma vez que Ribeirão Bonito também está carente de investimentos. Após a sessão, populares do distrito deixaram o Legislativo ainda mais inconformados e prometendo voltar.
Moradores de Guarapiranga dão exemplo, cumprem seu papel e cobram vereadores Moradores de Guarapiranga dão exemplo, cumprem seu papel e cobram vereadores Reviewed by Marcel Rofeal on 14:55 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.