A hipocrisia da Câmara e as mentiras de Chiquinho na polêmica do transporte escolar

Cerca de 100 moradores protestaram em Sessão da Câmara e grupo teve reunião acalorada com o chefe do Executivo

Por Marcel Rofeal - Com informações do Blog do Ronco

Plenário da Câmara ficou lotado durante Sessão (Blog do Ronco)
RIBEIRÃO BONITO/SP - Cerca de cem moradores, entre eles pais de alunos da rede pública de ensino, protagonizaram uma manifestação pacífica na noite da última segunda-feira (4) durante a primeira Sessão Ordinária do Legislativo em 2019. O ato pacífico foi em repúdio à decisão do prefeito Francisco José Campaner (PSDB) de suspender o transporte escolar a estudantes que vivem na zona urbana do Município e teve como objetivo exigir um posicionamento dos vereadores, que aprovaram o protesto.

O ato começou ainda antes da abertura dos trabalhos, por volta das 19 horas, na Praça Sylvio Gomes de Camargo, onde houve discursos apenas de populares - em uma tentativa de discursar ao público, o vereador Regivaldo Rodrigues da Silva (PSDB), aliado do prefeito Chiquinho, foi impedido. Já com a Sessão em curso, o novo presidente da Casa, João Victor Machado Borges (PSB), também aliado do prefeito, suspendeu a reunião e abriu a palavra para a manifestação dos populares, que lotaram o Plenário Vereador Emygdio Lucato. Na tribuna da Câmara, vereadores declararam apoio ao protesto.

Manifesto começou ainda em frente à Câmara
Valdinei de Oliveira (DEM) foi o primeiro a se manifestar no Tema Livre. Tuca, como é conhecido, é um dos parlamentares de oposição ao prefeito Campaner e afirmou que considera "equivocada" a decisão do Executivo e que, em dezembro, o balanço apresentado pela Prefeitura demonstra que há recursos suficientes para custear o transporte escolar. Também da base de oposição ao prefeito, Armando Luís Lombardo Simões (PODE) chamou a administração de desastrosa elencou uma série de promessas não cumpridas pelo prefeito e problemas que o Município tem enfrentado.

Reginho, agora sim autorizado a falar, tentou sair das sombras de Chiquinho e disse que sempre foi sensível aos anseios da população - mesmo tendo votado contra a população quando a mesma exigia a cassação do prefeito em 2017 e 2018, além de defender a administração veementemente. Outro que manteve sua incoerência foi Manoelito da Silva Gomes (PTB), único eleito por partido de oposição a Campaner, mas que se uniu ao Executivo durante o mandato, declarou que age de acordo com sua consciência - ele também traiu parte da população nas duas votações pela cassação do prefeito.

Já o Líder do Governo na Câmara, Nelson de Souza (PSB), não surpreendeu ao proferir duras críticas ao chefe do Executivo, como ao dizer que Chiquinho "tem que tomar vergonha na cara". Um dos principais aliados do prefeito na Casa, Nelsinho chegou a fazer discursos bastante elogiosos em defesa de Campaner nas duas sessões em que o mandato do prefeito esteve em julgamento. Exaltando a honestidade do prefeito, nas ocasiões citadas, disse que votaria pela cassação se fosse comprovado que Chiquinho fosse um ladrão, mas declarou que Campaner "burlou a lei".

Vereadores aliados ao prefeito (Blog Marcel Rofeal)
Considerado o maior aliado do prefeito na Câmara, e autor da frase: "Ele [Chiquinho] é a salvação de Ribeirão Bonito"; José Eraldo Chiavoloni (DEM) manteve a mesma postura de sempre. Disse que é "um absurdo" o Executivo não fornecer, sequer, uniformes escolares e deu apoio à manifestação para que a Prefeitura repense a decisão. Eraldo ainda afirmou que "o prefeito acha que o dinheiro é dele" e repetiu críticas, como a famosa em que diz que o que ele, Chiquinho, fala sentado, não sustenta em pé. O vereador é conhecido por, na manhã seguinte à sessão, se reunir com o prefeito no Gabinete.

Leandro Donizete Mascaro (DEM) foi o último a se pronunciar e reafirmou apoio à população. Disse que encaminharia uma petição ao Ministério Público sobre a obrigatoriedade de o Município atender a esses estudantes, afirmou que o custo para os cofres públicos é de cerca de R$ 5 mil mensais apenas. Ao término da Sessão, vereadores e moradores decidiram formar uma comissão para ir ao encontro do prefeito e, em reunião, discutirem alternativas para que se retome a oferta do serviço aos estudantes. O encontro se deu nesta quinta-feira (7) e foi marcado pelo clima acalorado.

Além do grupo de moradores, sete dos nove vereadores - Eraldo Chiavoloni e Manoelito Gomes não compareceram - participaram da reunião com o chefe do Executivo em seu Gabinete, no Paço Municipal. O encontro foi tenso, teve bate boca e socos na mesa. Entre tentativas de ludibriar a todos os presentes, Chiquinho Campaner conseguiu ganhar tempo alegando que se trata de uma questão em que ele não pode interferir imediatamente. Ele chegou a afirmar que, por ordem do Judiciário, os veículos escolares estariam proibidos de trafegar, exceto na zona rural.

Vereadores aliados o povo (Blog Marcel Rofeal)
Ele, Chiquinho, esqueceu-se, no entanto, que recentemente determinou que os ônibus, que deveriam transportar apenas estudantes, transportassem usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) em busca de atendimento em outras cidades e que, aos fins de semana, os mesmos ônibus transportam moradores para os bailes promovidos pelos clubes da Terceira Idade pela região. Campaner também não deve ter se lembrado que fornece transporte, com os mesmos veículos, para que um grupo de moradores se desloque para Araraquara e Jaú, onde realizam cursos.

O que Chiquinho esconde? A real intenção do prefeito de Ribeirão Bonito ao criar mais uma polêmica é justificar outra decisão descabida e muito suspeita. Não é de agora que Campaner pensa em terceirizar o transporte público, seja o escolar como até mesmo o coletivo urbano circular. A manobra que o chefe do Executivo desempenha é evidente, ao suspender serviços alegando que não pode conceder horas extras aos funcionários públicos, especialmente aos motoristas, com o intuito de repetir licitações e contratações "aos atropelos", prejudicando o erário público como já comprovado.
A hipocrisia da Câmara e as mentiras de Chiquinho na polêmica do transporte escolar A hipocrisia da Câmara e as mentiras de Chiquinho na polêmica do transporte escolar Reviewed by Marcel Rofeal on 03:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.