terça-feira, 19 de agosto de 2014

Briga entre vizinhos deixa um morto em Ribeirão Bonito

É o segundo assassinato registrado na cidade em apenas uma semana

Marcel Rofeal, de Ribeirão Bonito 

Fotos: Marcel Rofeal/BMR
O desentendimento entre dois vizinhos terminou de forma trágica na noite desta segunda-feira (18) em uma residência no Centro de Ribeirão Bonito. Dois homens, moradores em um mesmo terreno na Rua Sete de Setembro, se agrediram com golpes de facões e foram parar no hospital com diversas perfurações. Um dos envolvidos sofreu vários golpes na cabeça e chegou a ser transferido para a Santa Casa de São Carlos em estado gravíssimo, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos.

De acordo com a Polícia Militar, que registrou a ocorrência através dos policiais Tezore e Wagner, a discussão havia começado bem mais cedo, quando os vizinhos se estranharam pela primeira vez. Já com um histórico de atritos, eles insistiam em conviver diariamente no mesmo terreno, mas em casas separadas. Pouco antes da 0h desta terça-feira (19), a briga tomou proporções maiores, os vizinhos se armaram com facões e passaram a se agredir violentamente, segundo informações.

Luiz Carlos Leonardo, de 54 anos, sofreu golpes por todo o corpo, principalmente nos braços e na mão, e ainda na cabeça, onde as lesões formaram um “X”. Índio, como é conhecido, foi o primeiro a ser socorrido e levado ao Pronto Socorro de Ribeirão Bonito para os primeiros atendimentos. Já Gilmar Gomes da Silva, de 46 anos, foi golpeado principalmente na cabeça e ficou sem consciência. Ele deu entrada no Pronto Socorro e foi encaminhado à Sala de Emergência.

Segundo as enfermeiras que atenderam à ocorrência, o paciente que mais inspirava cuidados até o momento era Silva, que apresentava cortes profundos na cabeça e perfuração no crânio. Ainda desacordado, ele foi transferido pouco antes da 1h à Santa Casa de São Carlos na Unidade Móvel de Terapia Intensiva de Ribeirão Bonito. Devido à gravidade dos ferimentos, ele deveria ser submetido a um procedimento cirúrgico de urgência, mas morreu nesta madrugada.

Já o estado de saúde de Leonardo, que foi transferido para a Santa Casa de São Carlos cerca de dez minutos depois de Gilmar, é considerado delicado, porém estável. Consciente, ele recebeu curativos no Pronto Socorro de Ribeirão Bonito e também deveria passar por um procedimento cirúrgico. Ainda não há informações sobre os motivos que teriam motivado a briga entre os vizinhos. A suspeita é de que ambos estariam embriagados e isso poderia ter sido uma das causas.

Violência - É o segundo homicídio registrado em uma semana no município. Na última quarta-feira (13), uma briga no Jardim Heliana I provocou a morte de Adenailton Fernandes da Silva aos 39 anos de idade. Pezão, como era conhecido, teria ido tirar satisfações com um menor, adolescente de 15 anos, quando foi alvejado com cinco tiros e morreu na calçada. O adolescente confessou o crime e disse que teria sido ameaçado pela vítima. Desavença por drogas teria causado a discussão.

Nenhum comentário: