quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Vereador se irrita com resposta encaminhada pelo Executivo

José Baldan criticou a assessoria do prefeito, mas elogiou Nenê Forte 

Marcel Rofeal, de Ribeirão Bonito 

Foto: Marcel Rofeal/BMR
O vereador José Sebastião Baldan (PMDB) não gostou da resposta encaminhada pelo Departamento de Educação de Ribeirão Bonito ao seu questionamento sobre a construção da uma nova escola de educação infantil no município e desabafou na tribuna da Câmara na noite da última segunda-feira (6). Para o parlamentar, a assessoria do Executivo não respondeu à sua pergunta sobre a previsão de entrega da obra e sobre a capacidade de acolhimento.

Segundo Baldan, que é 1° Secretário da Casa e presidente do partido do prefeito na cidade, seu requerimento, apresentado na sessão do último dia 15, teve por base uma carta anônima recebida por ele com relação à nova obra, no Centro de Ribeirão Bonito. O parlamentar quis saber sobre a previsão de entrega da obra e a capacidade de alunos após a conclusão, mas também sobre a desativação da EMEI Lúcia Jair Lucato, que fica a poucos metros da nova unidade.

De acordo com o vereador, o ofício encaminhado pela Prefeitura não respondeu às suas indagações, mas limitou-se a dizer que o cronograma de obras segue o trâmite legal. O parlamentar ficou indignado com o documento e desabafou na tribuna, onde criticou a assessoria do prefeito Wilson Forte Júnior (PMDB), mas elogiou o chefe do Executivo. Baldan disse que admira a honestidade do prefeito e revelou que chega a passar fome em viagens oficiais junto à Nenê.

“A gente chega a passar fome quando viaja com o prefeito de tanto que ele pensa em economizar os recursos públicos”, disse Baldan. O parlamentar, no entanto, destacou que o Executivo tem faltado com o respeito para com os vereadores devido à qualidade das respostas enviadas à Câmara. A assessoria da Prefeitura de Ribeirão Bonito já havia sofrido críticas na sessão anterior por meio dos vereadores Manoelito da Silva Gomes (DEM) e Dimas Tadeu Lima (PT), presidente da Casa.

Um comentário:

Vereador Baldan.blogspot.com.br disse...

Caro Marcel, na resposta recebida há sim, uma data prevista para a entrega da EMEI ou seja dia 02 de julho de 2015, aproximadamente 9 meses! O principal não foi respondido: Em relação a capacidade de atendimento da EMEI somente após a conclusão, farão um levantamento minuncioso das vagas a serem oferecidas e depois aí então, dirão se haverá déficit de vagas. "Uma obra desta natureza, não há nenhuma previsão da vagas e se conseguirão atender as mães que precisam deixar seus filhos, para poder trabalharem, me desculpe! Estão certos, a constituição estabelece que a escola pública é para todos, no entanto, existem pessoas aguardando por vagas, certamente é por falta de espaço físico na Unidade Escolar Lúcia Jair Lucato, para isso seria importante ter feito uma previsão, bem como estudos aprofundados, antes de iniciar a construção de uma escola e não somente após a conclusão das obras que não custará tão pouco aos cofres públicos!