domingo, 29 de novembro de 2015

Vizinhança Solidária é tema de reuniões em Ribeirão Bonito

Programa proposto pelo Conseg e polícias busca aumentar segurança 

Marcel Rofeal, da Redação 

Foto: Arquivo/BMR
O Conselho Comunitário de Segurança de Ribeirão Bonito, em parceria com as polícias Civil e Militar, deve implantar no município um programa conhecido em diversas outras cidades chamado Vizinhança Solidária. A iniciativa, que recrutou líderes de diversos setores, promoveu na última quinta-feira (26) a primeira reunião com o objetivo de orientar os participantes sobre a importância do projeto. O Conseg ainda não informou quando a iniciativa será lançada oficialmente.

Um dos exemplos mais próximos onde o projeto foi adotado e tem apresentado bons resultados é Ribeirão Preto, onde moradores do City Ribeirão se uniram contra a criminalidade de uma forma bem interessante. Os vizinhos decidiram se conhecer e, além de ganhar mais segurança, também ganharam novos amigos. De acordo com a Polícia Militar, após a integração da vizinhança e o trabalho em conjunto com a polícia, os índices criminais foram reduzidos em 80% na região.

Também em Poá, moradores do bairro Vila Áurea conseguiram cadastrar 170 casas em um aplicativo de celular por meio do programa, em parceria com a Polícia Militar. “Esse grupo foi criado a partir de uma ideia dos moradores. Então quando um deles vê algo suspeito é postado no grupo e de imediato isso é colocado no grupo e a polícia fica sabendo”, disse o tenente PM André Belarmino. Câmeras de segurança foram instaladas em diversos pontos e placas indicam a união da vizinhança.

Ribeirão Bonito deve adotar algo semelhante. O objetivo é que os moradores de determinada localidade estreitem seus vínculos afetivos e gerem uma relação de confiança, possibilitando que todas as casas da região sejam mantidas em segurança, ainda que o morador não esteja no local, mas através da vigilância dos vizinhos. A Polícia Militar, no entanto, orienta que, caso seja observada uma atitude suspeita, o recomendável é acionar imediatamente a PM por meio do 190.

Nenhum comentário: