quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Chiquinho apresenta equipe de transição em Ribeirão Bonito

Lista com 26 nomes foi entregue ao prefeito Nenê Forte durante reunião 

Marcel Rofeal, de Ribeirão Bonito 

Foto: Marcel Rofeal/BMR
Em reunião na tarde desta terça-feira (11) no Gabinete da Prefeitura de Ribeirão Bonito, o prefeito eleito Francisco José Campaner (PSDB) apresentou ao prefeito Wilson Forte Júnior (PMDB) a lista com 26 nomes que integrarão sua equipe de transição de governo. Os trabalhos devem começar na próxima segunda-feira (17), a partir das 9h, em nove frentes. Chiquinho Campaner e Nenê Forte se encontraram pela primeira vez para discutir a situação da administração.

A reunião começou por volta das 14h30 e contou com a presença de assessores do governo atual nas áreas jurídica e administrativa. Entre os assuntos em pauta, a escassez de recursos para investimentos e os repasses à Santa Casa de Misericórdia de Ribeirão Bonito se destacaram. O Executivo afirma ter cerca de R$ 600 mil em atraso à entidade e cogita a possibilidade de parcelamento do repasse, o que será analisado durante o processo de transição de governo.

Uma equipe de 26 pessoas atuará na transição em nove setores fundamentais da administração, como: Abastecimento, Assistência Social, Educação, Esporte e Turismo, Jurídico, Obras e Serviços Públicos, Recursos Humanos, Saúde e Tesouraria e Compras. A Educação terá o maior número de profissionais envolvidos junto a Esporte e Turismo; serão quatro em cada uma. As demais, com exceção de RH e Abastecimento, que juntas têm três nomes, terão três integrantes.

Para Campaner, o período de transição será fundamental para conhecer o cotidiano da administração e o andamento dos processos. Em conversa com Nenê Forte, Chiquinho não quis detalhar os assuntos que serão analisados intimamente a partir da próxima semana, mas indagou sobre a situação financeira do Executivo e esmiuçou os repasses feitos à área da Saúde. A reunião durou em torno de 40 minutos e terminou com uma visita do prefeito eleito pelas repartições.

Um comentário:

Cesar Gavioli disse...

É isso. Agora é conhecer as fragilidades da prefeitura para poder saber o que de fato fazer. Ao longo do tempo tudo ficará mais claro e a equipe de transição verás iluminadamente o caminho que levará ao reajuste e a inovação. Boa sorte.