sábado, 31 de dezembro de 2016

Ribeirão Bonito encerra 2016 em situação de abandono

Falta de manutenção e de conservação gerou caos em todo o município 

Marcel Rofeal, de Ribeirão Bonito 

Foto: Marcel Rofeal/BMR
Mato alto, ruas esburacadas e sujeira espalhada pelas vias públicas. O cenário de abandono marca a despedida de Wilson Forte Júnior (PMDB) da Prefeitura de Ribeirão Bonito. Depois de quatro anos, os moradores convivem com uma cidade mergulhada em caos e aguardam com expectativa a posse do prefeito eleito Francisco José Campaner (PSDB). A esperança de que a nova administração amenize os problemas da cidade é a maior responsabilidade do novo gestor.

Chiquinho Campaner deve enfrentar grandes problemas assim que assumir o comando do município. A crise financeira com escassez de recursos, inclusive para o pagamento dos funcionários públicos, é a maior preocupação do prefeito eleito no primeiro momento. No entanto, Campaner afirma que deve iniciar logo no início do mandato uma megaoperação de limpeza na cidade com funcionários do próprio quadro de servidores. Segundo ele, é uma questão emergencial.

Para os reparos na pavimentação das vias públicas, a nova administração deve receber um aporte por meio de emenda parlamentar já liberada em Brasília através do deputado federal Francisco Everardo de Oliveira Silva (PR-SP), o Tiririca, que destinou R$ 300 mil a Ribeirão Bonito. O prefeito eleito, porém, reconhece que, em alguns casos, não basta a operação tapa-buracos, mas recapes, uma vez que algumas vias públicas apresentam trechos totalmente prejudicados.

Nenhum comentário: